Share |

Sobre: Cascais

Novembro 4, 2014

O último comunicado do PSD Cascais e do CDS Cascais é uma  tentativa de tirar os holofotes críticos de cima de si próprios, para evitar que os cidadãos e as cidadãs percebam que o que eles dizem defender e o que fazem são coisas diferentes.

Março 1, 2019

Na assembleia municipal de Cascais de 25 de Fevereiro de 2019, o grupo municipal do Bloco questionou o executivo camarário sobre o que realmente se passa na Escola Secundária de Cascais e que soluções estão a ser preparadas pela Câmara de Cascais.

Fevereiro 24, 2019
                                                                     
 
Diz-se, na gíria jurídica, que à mulher de César não basta ser honesta, tem também de o parecer ser. É cínico, obviamente, mas não deixa de ser um elemento central no processo de avaliação pública das figuras públicas (e passo a redundância).
 
A avaliação que cada um de nós faz dos outros, especialmente quando esses outros desempenham cargos públicos, está eivada desse mesmo olhar crítico que se lança à mulher de César, é que não lhes basta ser honestos, têm também de parecer ser honestos. É desta imagem impoluta, de honorabilidade e de respeitabilidade, que quem tem pretensões de conduzir os destinos públicos vive. Quando essa imagem se perde… muito dificilmente poderá ser reconquistada.
Fevereiro 1, 2019

Na assembleia municipal de Cascais de 29 de Janeiro de 2019, o deputado municipal do Bloco, Miguel Oliveira, reafirmou que o Bloco nunca deixará de "lutar pela eco-sustentabilidade ambiental, nem pela defesa do património público para usufruto público" e denunciou a política "de saque" do Executivo Camarário PSD/CDS de entrega a "uns poucos bem escolhidos num grupo cada vez mais restrito, aquilo que é público", de que a cedência de terrenos à Associação Chabad Portugal de perto de cinco mil metros quadrados na Costa Guia é mais um exemplo.

O deputado municipal do Bloco referiu, ainda, que esta situação é, também, um exemplo da "arrogância e prepotência" do Executivo Camarário PSD/CDS na governação da Câmara de Cascais, impondo este projeto "contra a vontade expressa dos cascalenses".

Dezembro 30, 2018

O Bloco de Esquerda apresentou na Assembleia Municipal uma recomendação saudando o dia internacional das pessoas com deficiência, e, entre outras coisas, apelando a que todas as entidades cumprissem a legislação vigente. Estranhamente, PSD e CDS/PP não aprovaram. Texto de Luís Salgado

Novembro 25, 2018
 
 
Outubro 17, 2018

SNS Reforçar e alargar o Serviço Nacional de Saúde 

 

20 de OUTUBRO às 18H00

SESSÃO PÚBLICA com  

MOISÉS FERREIRA (deputado do Bloco de Esquerda)

Setembro 26, 2018

O grupo municipal do Bloco de Esquerda apresentou, na assembleia municipal de Cascais de 24 de setembro de 2018, uma proposta de Recomendação para o desdobramento das Secções de Voto na União de Freguesias (U.F.) de Cascais e Estoril. Esta U.F. é a maior freguesia do país quanto ao número de eleitores/as inscritos/as - 55 980 - mas conta apenas com 2 locais de voto diferentes que englobam 58 secções de voto.

Setembro 7, 2018

CASCAIS: JANTAR CONVÍVIO, 21 Setembro, 20h

Convidamos todos os/as aderentes e simpatizantes a participar no jantar-convívio, que tem lugar em Carcavelos, no restaurante "Brisa de Mar", localizado junto à sede da antiga Junta de Freguesia de Carcavelos (ver o mapa), a partir das 20h00, com a participação de  JORGE COSTA (deputado do BE eleito por Lisboa).

Inscreve-teatravés do preenchimento do formulário de inscrição, disponível  nesta ligação ou dos contactos blocoesquerdacascais@gmail.com  /962582535.

Veja Evento no Facebook aqui

Abril 6, 2018

No próximo dia 21 de Abril decorrem as eleições para o novo mandato da Comissão Coordenadora Concelhia de Cascais do Bloco de Esquerda. Consulta aqui as listas apresentadas a estas eleições assim como as respectivas moções.

Março 14, 2018

Sob proposta do Bloco de Esquerda foi aprovada por unanimidade a aplicação da Tarifa Social da Água, em Assembleia Municipal de 29 de janeiro de 2018, seguindo para o executivo camarário de Cascais sob a forma de recomendação.
Pretende-se com esta recomendação o estabelecimento de regras mais justas para o acesso à Tarifa Social da Água, em que tal como no sector de energia seja retirado o estigma da prova, por parte do munícipe, da sua insuficiência económica. Alarga-se o universo de beneficiários, pois são elegíveis para beneficiar da Tarifa Social as mesmas pessoas que beneficiam da Tarifa Social da Energia.